Julio César não joga mais no Toronto

Julio-Cesar-Nick-Turchiaro-USA-TODAY-Sports

O Toronto FC confirmou nesta sexta-feira que o goleiro Julio César voltará ao Queens Park Rangers após um período de empréstimo no clube canadense. O brasileiro chegou à equipe em fevereiro e disputou sete partidas da Major League Soccer, acumulando três vitórias e quatro empates. Em comunicado oficial, a direção disse que o arqueiro os ajudou a desenvolver e melhorar o time.

- Em nome de todos no Toronto, gostaria de enviar meus sinceros agradecimentos ao QPR pela oportunidade de trazer Julio a Toronto. Também gostaríamos de agradecer Julio por tudo o que ele trouxe a nosso clube. Ele teve impacto imediato e todos nós somos melhores por isso – destacou Tim Bezbatchenko, diretor-geral do clube.

O maior feito de Julio com o Toronto foi ter vencido o prêmio de melhor defesa da sétima rodada da MLS. Nas últimas semanas ele chegou a ser cotado no Benfica, mas deverá seguir no QPR, que retorna à primeira divisão do futebol inglês.

- No Toronto queremos ser internacionalmente reconhecidos como líderes em cada aspecto que envolva nosso clube e ser um candidato consistente a títulos na América do Norte. Com essa visão ambiciosa, surge a necessidade de adquirir jogadores de grande caráter capazes de deixar um impacto dentro e fora de campo. Julio César é certamente um desses jogadores – conclui o comunicado.

Via GloboEsporte.com

Equipes da MLS se dão mal em amistosos contra europeus

Herrera se destacou em estreia

Mês de julho e calor nos Estados Unidos, é a temporada de amistosos entre clubes da MLS contra tradicionais forças da Europa.

No primeiro duelo, Seattle e Tottenham empataram por 3 a 3, em jogo que teve pênaltis, golaço e homenagem. Nessa semana o time de Londres entrou em campo novamente, dessa vez contra o Toronto, e conseguiu vencer, apertado (3 a 2), mas o resultado positivo veio com boa atuação.

Desfalcado de atletas estiveram na Copa do Mundo, o Toronto encontrou dificuldade para enfrentar o Tottenham na primeira etapa, que abriu 2 a 0 no primeiro tempo, com dois gols de Lamella. No segundo tempo os canadenses conseguiram empatar com gols de Wiedeman e Hamilton. Mas restando 5 minutos para o fim, Townsend, que não jogou a Copa por causa de lesão, acertou bonito chute da entrada da área e confirmou a superioridade dos ingleses e fechou o placar em 3 a 2.

No outro jogo entre MLS x europeus, o estádio Rose Bowl, o mesmo onde o Brasil conquistou o tetra, recebeu Los Angeles Galaxy e Manchester United com um público de 86.432 pessoas, que uma goleada incrível do time inglês.

Na posse de bola as equipes conseguiram se igualar em alguns momentos, mas com novas falhas do setor defensivo do Galaxy, o United abriu 3 a 0 no primeiro tempo, com gols de Welbeck e Rooney (2), sendo o terceiro gol uma falha grotesca do zagueiro Meyer.

O Galaxy percebeu que a situação não estava fácil e pouco se modificou para o segundo tempo. Quando melhorou no jogo, Bruce Arena começou suas substituições, que pouco fizeram efeito e não evitaram o vexame. Os erros se seguiram e o jovem lateral esquerdo James e Ashley Young marcaram duas vezes cada e fecharam o placar em 7 a 0 para o Manchester.

Destaque do jogo: o brasileiro Marcelo Sarvas teve mais uma chance de jogar como titular e se saiu bem. Boa movimentação, distribuiu bem o jogo e não deixou seu companheiro Juninho sozinho na marcação. Pelo lado do Manchester, o melhor da equipe e do jogo foi o estreante Ander Herrera. O meio-campo contratado do Athletic Bilbao se destacou em sua partida inicial com boa marcação, posicionamento, precisão nos passes e participou de quase todos o gols e jogadas de ataque da equipe inglesa.

http://www.torontofc.ca/video/2014/07/23/bacardi-game-six-minutes-tor-v-tot-july-23-2014#ooid=Z3YjM3bzpbNtsJsmdpa30Dd5OtvKQRDD

Welcome, Frank Lampard!

frank-lampard-ireland-captain-620

Em uma coletiva de imprensa, a equipe do New York City FC anunciou a contratação do astro inglês Frank Lampard. Logo na chegada o jogador disse o motivo da escolha “O time tem um grande projeto e eu quero fazer parte disso“.

O contrato será de 2 anos e o destino do jogador até a equipe estrear na MLS ainda é incerto. Claudio Reyna disse que eles vão decidir junto com Lampard o que será melhor para o time e a carreira do jogador.

Quero mostrar para as pessoas de NY que vou lutar dentro de campo. Queremos ter um bom time e deixar os torcedores orgulhosos por isso. Quero ser um líder dentro e fora dos gramados”.

Lampard tem uma incrível experiência no futebol. Além de defender o Chelsea por váris anos, o atleta conquistou títulos como Campeonato Inglês, Copa da Inglaterra, Copa da Liga Inglesa, UEFA Champions League e Liga Europa.

Promoção de ingressos para a temporada 2015 da MLS termina com rugido dos Lions

orlando

A Copa do Mundo desse ano proporcionou a oportunidade perfeita para o lançamento da promoção de season tickets para a temporada de estreia do Orlando City SC na Major League Soccer (MLS) em 2015. Preços especias foram disponibilizados no primeiro dia da Copa, competição que representa um fenômeno global, que acontece de quatro em quatro anos. A promoção terminou à meia-noite do dia 15 de julho. O escritório do clube recebeu ligações até o último minuto.

A resposta dos fãs foi impressionante, resultando em aproximadamente 7,5 mil season tickets vendidos, mais da metade do total de entradas colocadas à venda para a temporada.

O que ficou claro no último mês foi que Orlando é a capital do futebol no sul dos Estados Unidos”, afirmou o presidente do Orlando City, Phil Rawlins. “Desde a incrível resposta à promoção de season tickets, aos mais de 30 mil fãs que participaram dos eventos da Copa do Mundo na Wall Street Plaza, incluindo os 11 mil que estavam lá para dar as boas vindas a Kaká. Adicione a isso os números de audiência sem precedentes da Copa do Mundo nesse mercado e não resta dúvida da forte paixão de Orlando pelo futebol profissional”.

O clube espera vender aproximadamente 14 mil season tickets para promover uma transição quase imperceptível aos fãs, do estádio Orlando Citrus Bowl para a nova arena na região central da cidade, em 2016. Até agora, as vendas de season tickets ocorreram em todas as seções do estádio, inclusive com grande interesse na seção Premium.

Os season tickets do Orlando City para a temporada 2015 da MLS continuam disponíveis e podem ser comprados ligando para um profissional de vendas do Orlando City no 855-ORL-CITY ou visitando www.OrlandoCitySC.com. É importante notar que os donos de season tickets terão prioridade na escolha de assentos para o novo estádio em 2016.

Seattle empata com Tottenham em jogo que o placar ficou em segundo plano

Xander Bailey ao lado de Dempsey

O amistoso entre Seattle Sounders e o inglês Tottenham de sábado chamou a atenção dos telespectadores não só pelo confronto em si, mas pela linda ação que o Sounders e a fundação “Make a Wish”*, em parceria com MLS, fizeram ao garoto Xander Bailey.

Com 18 anos de idade, Bailey pôde realizar o seu sonho: o jovem, que sofre de uma doença terminal, assinou contrato de um jogo com o Sounders, vestiu o uniforme de seu clube de coração e entrou em campo junto com seus ídolos. Ele esteve no vestiário com a equipe no momento pré-jogo, entrou em campo como um legítimo jogador, deu o pontapé inicial da partida e deixou o gramado. Bailey assistiu o restante do jogo no banco de reservas ao lado dos jogadores e comissão técnica do Seattle.

Com a bola rolando pra valer, o time norte-americano foi melhor, mas não saiu de um empate por 3 a 3 com os londrinos. Logo aos 10 minutos, Kane lançou de forma precisa e Holtby fez 1 a 0 de cabeça para o Tottenham. No lance seguinte, Dempsey perdeu grande chance de cabeça. AOs 31′, Dawson acerta Marshall com o cotovelo dentro da área e o árbitro bem posicionado assinala o pênalti. Pineda, com cavadinha, empata o jogo.

No início da segunda etapa Alonso arrisca da intermediária e manda na “gaveta”, virando em 2 a 1. Em bonita jogada de ataque do Tottenham, Soldado é derrubado na área, pênalti marcado e convertido pelo camisa 9.  Aos 39′, Bowen, que acabara de entrar em campo, aproveita cruzamento rasteiro e faz 3 a 2 para o Seattle. Não demorou muito e o árbitro marcou mais pênalti, dessa vez considerando que Yedlin tocou na bola com o braço. Falque bate firme e deixa tudo igual. No último lance do jogo, Traore tenta o gol de voleio, mas manda pra fora.

*A fundação “Make a Wish” tenta relizar o sonho de jovens com doenças raras ou terminais. Os pedidos atendidos envolvem tanto viagens e presentes como, na maioria das vezes, levar a pessoa ao encontro de seu ídolo, seja ele um artista ou atleta.

Xander Bailey desejava apenas entrar em campo com os jogadores, mesmo que fosse só para acompanha-los na execução do hino nacional. O Seattle Sounders lhe proporcionou mais que isso. Ele assinou um contrato de apenas um jogo com a equipe, participou de treinos preparatórios para o jogo, teve seu nome divulgado na escalação oficial do confronto e no telão do estádio, se vestiu e entrou como um jogador profissional, deu a saída de jogo e pôde chutar uma bola no gol defendido por Brad Friedel, experiente goleiro do Tottenham tido como um dos ídolos dos americanos.

http://www.soundersfc.com/#ooid=N4bG0zbzpGZpIHsYdj87s96a1UJYVVrU

Diga ao povo que fico!

matt_besler

Ser parte do elenco de uma seleção em uma Copa do Mundo valoriza qualquer atleta, e quando o jogador e a equipe desempenham bons papeis, a valorização é ainda maior. Com Matt Besler não foi diferente. Algumas equipes europeias já demonstraram interesse no meio campista, que prontamente já descartou qualquer mudança de país. Em suas palavras, Besler prefere um contrato duradouro com sua atual equipe, Sporting Kansas City, à se aventurar pelo velho continente.

Eleito Defensor do Ano em 2012, o jogador de 27 anos também já participou três vezes do All Star Team e é uma das estrelas da equipe de Kansas City. Equipes como Fulham, Sunderland e Freiburg mostraram interesse, mas podem desistir, pois as negociações para renovação de contrato com o SKC estão avançadas e tem tudo para serem finalizadas em breve.

Galaxy atropela New England

USATSI_7990643[1]

Esperava-se um confronto equilibrado, mas quando as duas equipes ficaram com dez jogadores em campo, o Los Angeles Galaxy atropelou o New England Revolution e goleou por 5 a 1.

Com 7 minutos de bola rolando o New England  conseguiu criar sua chance de gol, mas desperdiçou, melhor para o Galaxy, que no ataque seguinte abriu o placar com Keane. O camisa 7 recebeu na esquerda e chutou de fora da área, acertando no ângulo esquerdo superior, sem chances para Shuttleworth. Aos 18′, Ishizaki cruzou da direita, Keane ajeitou e Zardes ampliou para 2 a 0.

À partir do minuto 29 o jogo muda por conta de duas expulsões. Primeiro Soares divide com Juninho de forma desnecessária e recebe o vermelho direto, depois Gargan derruba Bunbury na área, o árbitro considera que a jogada seria uma situação clara de gol e também mostra o cartão vermelho ao defensor. Na cobrança do pênalti, Nguyen cobra com precisão e diminui.

Na segunda etapa o jogo fica mais aberto e com 3 minutos Keane avança pela, cruza rasteiro e Zardes, antecipando a marcação, faz 3 a 1. Aos 20′, Ishizaki cobra falta, a bola desvia na barreira e engana Shuttleworth, que não consegue fazer a defesa e impedir o quarto gol. O Revolution mal ficou com a bola na saída do meio do campo e Nguyen, na tentativa de recuar para Shuttleworth, dá um “presentão” para Keane, que escapa com facilidade do goleiro e toca com tranquilidade para o gol aberto, fechando o placar em 5 a 1.

Destaque do jogo: Com boa movimentação, dois gols e duas assistências, Robbie Keane acabou sendo o melhor jogador da partida.

Em outros jogos da rodada, o Columbus Crew perdeu em casa para o Sporting Kansas City (2 a 1) e o clássico canadense Toronto e Vancouver Whitecaps terminou empatado por 1 a 1.

http://www.mlssoccer.com/video/2014/07/17/highlights-la-galaxy-vs-new-england-revolution-july-16-2014#ooid=JpbTkwbzrf35UMutr7rFtfxzjVqrcl4G

Entrevista com Flávio Augusto da Silva, proprietário do Orlando City

entrevista_flavioorlando

Veja abaixo a entrevista que fizemos com Flávio Augusto da Silva, proprietário do Orlando City, clube que fará sua estréia na Major League Soccer (MLS) em 2015.

A entrevista contou também com as participações de Thiago Simões e Leonardo Bertozzi (Comentaristas da ESPN) e Matheus Rocha (Colunista do Trivela).

MLS Brasil: Quanto desse time que disputa a USL veremos na 1ª partida do Orlando pela Major League Soccer?

Flávio Augusto: Estamos num momento de transição entre USL e MLS. Isso significa que o trabalho é dobrado, pois há outros aspectos, como a criação e lançamento da nova logo, estádio, novas contratações, enquanto a equipe completou neta semana 17 jogos seguidos de invencibilidade. O técnico Adrian Heath tem em mente que somente os melhores vão compor a equipe que estreia na MLS e que a concorrência também aumentou, pois outras contratações serão feitas. O mais importante é que todos terão a sua chance de integrar a primeira equipe da história do clube na MLS.

MLS Brasil: A MLS é um dos campeonatos com a melhor media de público, a audiência do futebol nos EUA foi assunto mundial e infelizmente incomodou uma parte mais conservadora do país. Qual sua opinião sobre tal fato?

Flávio Augusto: Isso é um ótimo sinal, inclusive de que estamos conquistando mais terreno em nada mais e nada menos que o maior mercado de marketing esportivo do mundo. Tudo que é novo causa este tipo de reação e resistência. Há motivos para preocupações quando somos ignorados. Neste caso, com mais de 25 milhões de pessoas assistindo aos jogos dos EUA durante a Copa do Mundo, fica bem difícil mesmo deixar passar em branco.

MLS Brasil: Após a Copa do Mundo, Klinsmann disse que para a seleção dos EUA evoluir, a MLS precisa seguir o mesmo caminho. Você acredita nisso também?

Flávio Augusto: Nesta edição do evento, 22 jogadores que jogam na MLS disputaram a Copa do Mundo no Brasil, distribuídos em suas seleções, incluindo o David Villa. Na Copa da África do Sul, em 2006, foram somente 6 jogadores. Isso mostra que a MLS em apenas 4 anos aumentou significativamente o nível de seus atletas. Essa tendência vai continuar com a entrada de outras estrelas na liga, aumentando o referencial e o nível técnico da competição. Outro fator é que pela primeira vez na história do futebol nos EUA, os jogos da MLS serão transmitidos por 4 estações de TV (FOX, ESPN, NBS e UNIVISION) em horário nobre, todas as sextas, sábados e domingos. Isso vai promover, como nunca, a MLS que é protagonista no cenário de crescimento do futebol nos EUA que o mundo presenciou na Copa.

MLS Brasil: O que o levou à escolher por comprar o Orlando City? Como foi o seu primeiro contato para o início das negociações com o clube?

Flávio Augusto: Sou empreendedor e, como um típico “soccer dad”, viajei por toda a Flórida, entre os anos de 2009 e 2012, acompanhando o meu filho mais velho, jogando futebol. Neste período me chamou muito atenção a grande quantidade de crianças, adolescentes e pais envolvidos com o esporte. Isso me levou a pesquisar com mais profundidade quando percebi que estávamos vivendo um fenômeno que o mundo ainda não tinha se dado conta. Comprei o clube no início de 2013, no final do mesmo ano conquistamos a nossa entrada na liga, contratamos o Kaká há algumas semanas, enquanto isso o mundo percebeu que futebol virou coisa séria na América. Fico feliz pela oportunidade de ter enxergado 3 anos antes.

Leonardo Bertozzi: O que mudou para um time se firmar na Flórida hoje em relação aos anos 90, quando tiveram dificuldade?

Flávio Augusto: Tudo mudou, a começar pelo mundo, pelos EUA, pelo futebol no país, pelo momento da MLS muito mais consolidada, pelo crescimento do número de praticantes de futebol nos EUA que hoje ultrapassou os 24 milhões. É uma outra MLS e um novo momento. Há 3 semanas começamos a vender o nosso Season Tickets. Vendemos mais de 5.000 na primeira semana. Nossa expectativa é de abrirmos a nossa primeira temporada com 75% dos ingressos de todo o ano vendidos por antecipação. Antes mesmo da bola rolar, vendemos o patrocínio da camisa para o Orlando Health, num contrato de 18 milhões de dólares. Ou seja, definitivamente vivemos um fenômeno sem precedentes nos EUA, dentro e fora do campo.

Matheus Rocha: Foi noticiado que na última partida do Orlando City contra o Tampa Bay Rowdies,válida pela USL Pro, um torcedor da equipe bateu em um garoto de 13 anos e que havia pelo menos uma faixa com comentários homofóbicos. O clube estuda algum tipo de medida para punir os fãs?

Flávio Augusto: Ainda estamos apurando tudo que de fato aconteceu neste jogo, mas já manifestamos que consideramos inaceitável que a nossa torcida esteja envolvida em eventos desta natureza, independentemente de qualquer tipo de provocação que possam chegar dos torcedores de equipes rivais. Não abrimos mão de um ambiente familiar e de total segurança para as crianças que frequentam os nossos jogos. Apesar deste episódio ter sido totalmente isolado na história do clube, adotamos imediatamente uma política de tolerância zero com comportamentos que não estejam alinhados com esta filosofia do clube. Enquanto estamos apurando, implementamos algumas sanções, suspendendo os envolvidos no episódio em Tampa de nossos jogos e proibindo, por tempo indeterminado que as torcidas entrem com bandeiras, tambores ou fumaças nos jogos, como uma forma de medida educativa para os nossos torcedores. Temos uma excelente relação com a torcida que sempre nos apoia de forma incondicional, mas seremos sempre muito rigorosos para garantirmos o espetáculo com absoluta segurança para todas as famílias que sempre nos prestigiam nos estádios.

Matheus Rocha: Qual é o planejamento da franquia para tentar cativar os brasileiros, já que equipe está localizada em uma cidade que atrai muitos turistas do país e está levando um dos jogadores mais conhecidos até por pessoas que não gostam tanto de futebol?

Flávio Augusto: Mais de 750 mil turistas brasileiros visitam Orlando por ano, sendo que 70% de tudo que se vende nos shoppings da cidade é para o público brasileiro que encontra em Orlando um turismo para toda a família, repleto de entretenimento e compras. Queremos ser o Brasil na MLS, o segundo clube de cada brasileiro. Para isso, além de um proprietário brasileiro, contratamos o Kaká que, além de estar em excelente forma, fará esta ponte entre EUA e BRASIL. Teremos uma atenção muito especial com a população brasileira que poderá incluir em seu roteiro turístico, assistir uma partida de futebol em nosso estádio. Além disso, sabemos que os jogos da liga também serão transmitidos no Brasil.

Thiago Simões: Imagino que conseguir uma vaga na MLS não deve ter sido fácil, já que não é apenas o dinheiro que importa. Qual foi a maior dificuldade durante o período de negociações?

Flávio Augusto: Não posso reclamar. Apesar de enorme concorrência, conseguimos relativamente rápido, já que apresentamos um projeto consistente e um plano de negócios promissor. Aliado a isso, o meu currículo como empreendedor deu credibilidade aos proprietários da MLS que me receberam de braços abertos como novo acionista da liga.

Thiago Simões: O Kaká disse que se o São Paulo for para a Libertadores, ele tentará prorrogar seu contrato por mais alguns meses. Esta possibilidade é possível e quais os fatores principais para que ela torne-se viável?

Flávio Augusto: O Kaká não deu esta declaração. A mesma foi feita pelo presidente do SPFC.
A nossa posição é que o Kaká, estando em boas condições físicas e técnicas, estreia no Orlando City já em seu primeiro jogo na liga em março de 2015.

Brasileiro Fred marca em vitória do Union sobre o Red Bulls

Casey,-Union-celebrate-in-PHIvNY[1]

O Philadelphia Union, empolgado com sua torcida, recebeu o New York Red Bulls, que queria vencer para liderar a Conferência Leste, e não fez muito esforço para chegar ao resultado de 3 a 1.

Com 8 minutos de jogo, Wenger recebeu na esquerda e encontrou Casey na entrada da área, que passou fácil pela marcação e bateu cruzado para abrir o placar. A partida seguiu com o Union atacando, a zaga do New York errando, mas o placar não se alterara.

O segundo tempo começa e aos 6 minutos, após boa troca de passes e movimentação, Williams cruza da direita, Casey fura e a bola sobra limpa para Fred ampliar em 2 a 0. Não demorou muito e o Red Bulls assustou o time da casa. Henry achou Wright-Phillips, que com categoria, mandou a bola no canto, sem chances MacMath, e diminiu o placar.

Parecia que o jogo esquentaria, mas só parecia. Alguns minutos depois, em jogada de escanteio do Union, Alexander dá uma “gravata” em Maurice Edu, sendo marcado o pênalti. Le Toux cobrou e fechou o jogo em 3 a 1.

Destaque do jogo: Com bom aproveitamento nos passes e distribuição de jogadas, o francês Vincent Nogueira foi fundamental para vitória do Philadelphia.

http://www.mlssoccer.com/video/2014/07/16/highlights-philadelphia-union-vs-new-york-red-bulls-july-16-2014#ooid=o1M3l5bjpLkZD4wScBDLgS6gZOwhGVYR

MLS All-Star divulgado!

BESTXI_DL

Saiu nessa quarta os 11 jogadores mais votados pelos fãs da MLS para enfrentar o todo poderoso Bayern de Munique no dia 06 Agosto em Portland. 9 dos 11 jogadores, defenderam a seleção dos Estados Unidos recentemente. Veja a lista:

Goleiro: Nick Rimando (Real Salt Lake)

Defesa: Matt Besler (Sporting Kansas City), Omar Gonzalez (LA Galaxy), DeAndre Yedlin (Seattle Sounders)

Meio-campo: Clint Dempsey (Seattle Sounders), Michael Bradley (Toronto FC), Kyle Beckerman (Real Salt Lake), Graham Zusi (Sporting Kansas City)

Ataque: Landon Donovan (LA Galaxy), Thierry Henry (New York Red Bulls), Obafemi Martins (Seattle Sounders)

A lista final com os 32 nomes será anunciada em Agosto!

Powered by WordPress | Designed by: Themes Gallery | Thanks to best wordpress themes, Download Free WordPress Theme Online and All Premium Themes