Share
LA Galaxy e Santos Laguna ficam no 0 a 0 no jogo de ida das quartas-de-final

LA Galaxy e Santos Laguna ficam no 0 a 0 no jogo de ida das quartas-de-final

O Los Angeles Galaxy bem que tentou, mas não conseguiu largar com vantagem sobre o Santos Laguna nas quartas-de-final da Concacaf Champions League. Mesmo jogando em casa, no Stubhub Center, o time norte-americano não conseguiu sair do 0 a 0 com os mexicanos, deixando a decisão da vaga na semifinal em aberto para o jogo de volta, que acontecerá na próxima terça, em Torreón, no México.

Apesar da frustração por não ter deixado o campo com uma vitória, o time angelino comemorou o fato de não ter sofrido um gol em casa.

“Se tivéssemos marcado um gol teria sido o resultado perfeito, mas nosso foco na temporada foi em sermos fortes defensivamente e é a partir disso que vamos construir a nossa base. Ficamos satisfeitos com o que mostramos defensivamente, agora precisamos encontrar o equilíbrio no ataque e aí o nosso jogo vai aparecer. Ainda está aberto. Cada time tem 50% de chances de avançar”, acredita o meia Steven Gerrard.

O Galaxy foi a campo com cinco novos reforços – o goleiro Dan Kennedy, o zagueiro Jelle van Damme, o lateral Ashley Cole, o volante Nigel de Jong e o meia Emmanuel Boateng. Van Damme foi o primeiro a ameaçar, com uma cabeça à queima roupa defendida por Agustin Marchesín com apenas um minuto de jogo.

O goleiro trabalhou bastante na primeira etapa, saindo para impedir uma finalização de Boateng aos pés do ganês e defendendo um chute de Giovani dos Santos no meio do gol. Uma cabeça de Nestór Araújo foi o único lance de perigo dos mexicanos na primeira etapa.

No segundo tempo, o jogo mudou. Mais solto, o Santos Laguna quase abriu o placar com um chute forte de Jesus Molina que Giovani dos Santos salvou em cima da linha. Pouco depois, Carlos Izquierdóz desviou de cabeça uma cobrança de falta e a bola passou rente à trave de Kennedy. No final, o placar de 0 a 0 refleti o equilíbrio demonstrado após os 90 minutos.

Veja os melhores momentos abaixo:

 

(Foto: CONCACAF)

Deixe um comentário

comentários